1. INTRODUÇÃO

O movimento pedagógico fundado por Celestin Freinet (1896-1966), na França, deixou raízes e trouxe valiosas contribuições para a educação.

Quem trabalha com a Pedagogia Freinet percebe que se trata muito mais do que uma proposta pedagógica; é uma filosofia de vida.

Freinet, crítico da Escola Tradicional e das Escolas Novas, criou na França o movimento pedagógico que tinha como objetivo básico desenvolver uma escola popular. Defendia o trabalho coletivo, no qual deveriam predominar as relações cooperativas, com base nas experiências de dentro e de fora da escola, respeitando a diversidade e as diferenças. Foi um dos precursores da pedagogia sócio-histórica, uma vez que tratava a educação no contexto da realidade social, política e econômica, concebendo-a como um lugar de vida, onde os alunos se expressam e são ouvidos, onde agem para aprender e onde aprendem a democracia através de vida cooperativa. Freinet concebeu a escola como vida e não como preparação para a vida e organizou o espaço escolar para a vivência, utilizando-se de instrumentos e técnicas. Só se aprende a viver, vivendo; só se aprende a fazer, tateando, fazendo; só se aprende a pensar, pensando.

Faz parte, também, do trabalho de Freinet, a organização dos educadores. Na sua história de vida está presente, em vários momentos, a fundação de organismos organizadores de educadores, em trabalhos cooperativos.

Em 1928, Freinet fundou a Cooperativa do Ensino Laico – CEL. Em 1948, criou o Instituto Cooperativo da Escola Moderna – ICEM. E, em 1957, a Federação Internacional do Movimento de Escola Moderna – FIMEM. Portanto, o encontro de educadores e a organização em organismos cooperativos e voluntários parecem ser o caminho natural dos educadores que praticam a Pedagogia Freinet. O diálogo se constitui um fundamento primeiro dos movimentos organizados e ele se define nas relações, como uma mediação, que envolve diferentes sujeitos predispostos a estabelecerem relações de troca, de mudanças, de transformações e o crescimento de todos os sujeitos envolvidos. Ao ser negada a possibilidade do diálogo, os sujeitos envolvidos ficam silenciosos.

Temos uma história, uma caminhada. Mas, ainda teremos muito o que aprender, aprimorarmos e encontrarmos respostas, pois não tivemos esta escola que queremos. Rompemos com a escola tradicional, mas nela fomos formados.

O I Encontro de Educadores Freinet das Américas tem como objetivo a socialização das práticas freinet desenvolvidas nas escolas Freinet das Américas, bem como o nascimento e/ou o fortalecimento do Movimento Freinet nas diversas regiões do Continente Americano. O encontro possibilitará o convívio das pessoas, o conhecimento das práticas desenvolvidas e das realidades construídas ao longo dos caminhos.

2. COORDENAÇÃO

Coordenação Geral

Waldilia Neiva de M.S. Cordeiro
memnnfreinet@uol.com.br / neiva-cordeiro@uol.com.br
Maria Luiza Lima do Vale
Maria José de Moura

 

Transporte / Aulas-Passeio

Gerissa Neiva de M.S. Cordeiro
Teresa Newman S.O. Rodrigues

 

Secretaria, Informática & Comunicação

Maria da Conceição Sousa
Rafael Dias de Sousa Santos
Júlio César

 

Tesouraria

Maria Elisonete Alves de Morais Mota
Mariana Alves de Carvalho Santos

 

Eventos

Duilio Rodrigues de Santana
Clezia Maria Coutinho Beto

 

Hospedagem

Claudia Maria Santana do Vale Sousa
Edivandia Dionisio de Carvalho

 

Alimentação

Sandra de Almeida Melo
Maria Esmeralda Santos Brandão Carvalho

 

Atelier

Maria das Merces Leal Teixeira R Dias
Simone Nunes Alves da Silva

 

Saúde

Dra. Maria José Lima Matos – Médica
Dra. Mariana Saunders Uchôa de Moura Santos Guilherme – Enfermeira
Prof. Túlio Melo Castelo Branco – Educador Físico

 

Webmaster

Heulem Barros